Filtrar
Aceite Sodexo em seu Estabelecimento

Proteja seu estabelecimento: 6 dicas para evitar fraudes de pagamento

22/07/20 11:02

Conheça os principais tipos de fraude e aprenda a identificar riscos nas operações diárias do seu negócio

 

Como evitar fraudes de pagamento no estabelecimento

 

No Brasil, infelizmente a prática de fraudes de pagamentos acontece com frequência, sendo uma preocupação extra para os donos de estabelecimentos comerciais, inclusive no setor gastronômico.

Em um momento de crise, como o que vivemos com a pandemia do novo coronavírus, é importante contribuir com pequenos empreendedores e fortalecer esses estabelecimentos. A segurança nas operações é uma forma de trazer mais tranquilidade e equilíbrio financeiro, elementos fundamentais para o sucesso. Saber como evitar golpes na internet e golpes do cartão de crédito é muito importante.

Neste artigo, mostraremos quais são os principais tipos existentes e traremos 6 dicas de como evitar fraudes de pagamento, como golpe do cartão de crédito. Além disso, mostraremos o que fazer ao descobrir que está sendo fraudado. Continue a leitura!

Conheça os principais tipos de fraude

Existem diversos tipos de fraude das operações comerciais. Por isso, é importante conhecer esses golpes para evitá-los – e, claro, trabalhar a segurança de informações na empresa. Saiba quais são os principais!

Troca de maquininha

Esse golpe da maquininha do cartão acontece quando o suposto cliente troca a maquininha da loja por uma cadastrada por outra pessoa. Desse modo, todas as transações passam a cair não para o estabelecimento, mas sim, para uma conta bancária acessada pelos golpistas.

Cancelamento de vendas

Essa fraude exige conhecimento sobre o uso da maquininha do cartão. O cliente recebe o aparelho para digitar a senha e cancela a venda, muda o valor, pega o cupom com o valor alterado e vai embora.

Golpes com estorno de cartão

Nesse golpe do cartão de crédito, o fraudador digita a senha e aprova a transação. A maquininha emite o comprovante da loja e, no mesmo momento, o golpista digita os códigos para estorno da venda. Isso gera outro comprovante, que o fraudador esconde, de forma que o caixa da loja não identifique a fraude rapidamente.

Confira 6 dicas para evitar fraudes de pagamento e golpes do cartão de crédito

Além de conhecer, é preciso buscar alternativas para evitar fraudes de pagamento no seu estabelecimento. Confira nossas 6 dicas!

1. Conheça a fundo o processo de vendas com cartão

Uma boa forma de se prevenir contra os golpes é conhecer profundamente o processo de vendas com cartão. É fundamental entender como as operações são realizadas, quais são os cuidados necessários e as melhores práticas para evitar fraudes no cartão de crédito.

Esse conhecimento ajuda a identificar processos que devem ser aperfeiçoados no seu estabelecimento para garantir uma segurança melhor. Desse modo, é possível tomar as precauções básicas, que ajudam a diminuir a ocorrência desses problemas.

2. Implemente um programa de fidelidade para clientes recorrentes

Outra estratégia interessante é implementar um programa de fidelidade para as pessoas que voltam sempre. Por meio dele, os consumidores ganham descontos e promoções, de acordo com a quantidade de produtos adquiridos no seu estabelecimento.

Para que esse programa funcione, é necessário fazer um cadastro com as principais informações de cada cliente, o que ajuda a inibir os golpes. É claro que não são todos os consumidores que aceitarão essa iniciativa, porém, ele facilita o monitoramento daqueles que não estão cadastrados.

3. Treine a equipe para identificar fraudes rapidamente

Como evitar fraudes? Treinando sua equipe para reconhecê-las! Essa também é uma estratégia fundamental para diminuir o número de fraudes nos estabelecimentos. Os colaboradores precisam conhecer quais são os principais golpes, como eles são aplicados e o que deve ser feito para evitá-los.

A preparação da equipe diminui consideravelmente o número de ocorrências fraudulentas, pois os golpistas se aproveitam de funcionários desligados e despreparados para aplicar a fraude sem correr muito risco. Por isso, no momento do pagamento o colaborador deve estar atento e focado. Vale a pena investir nessa conscientização e deixar todos prontos para inibir esse tipo de acontecimento.

4. Confira os cancelamentos diários de vendas

O estabelecimento também pode melhorar o controle sobre os aspectos financeiros do negócio. É importante ter um fechamento de caixa eficiente, que saiba verificar todos os pontos relevantes, evitando problemas no fluxo e facilitando a identificação de fraudes e golpes contra empresas.

O ideal é conferir os cancelamentos diários de vendas, pois eles podem indicar a existência de fraudes em algumas operações. É interessante entender quais cancelamentos ocorreram por erros verdadeiros e quais deles foram manipulados de forma maliciosa.

5. Invista em sistemas inovadores de pagamento

Investir em tecnologia é uma forma de modernizar a empresa e conseguir segurança nas transações. A maioria das novas ferramentas de pagamentos oferecem recursos que ajudam a diminuir as fraudes, com sistemas de confiabilidade mais robustos.

Uma dessa opções é o pagamento por aproximação. Por esse método, o estabelecimento seleciona o valor correto na máquina de cartão e o cliente apenas aproxima um dispositivo móvel cadastrado no sistema. Isso ajuda a evitar golpes, além de ser uma forma segura de pagamento sem contato neste momento de distanciamento. Isso tem a ver com segurança da informação nas empresas.

6. Implemente um sistema TEF

Outra estratégia é implementar um sistema TEF (Transferência Eletrônica de Fundos). Ele permite que o estabelecimento tenha uma máquina de cartão integrada ao sistema de vendas. Sendo assim, ele faz a comunicação direta entre seu negócio e a operadora de cartão.

Dessa maneira, ao digitar a senha, o TEF libera o comprovante da transação financeira junto ao cupom fiscal, inibindo todos os tipos de fraudes. Como a máquina que passa o cartão fica integrada, não há possibilidade de retirá-la, por exemplo.

Outro benefício é que ela inibe os valores digitados “incorretamente” nas operações de cartão, pois o TEF passa o valor real da compra automaticamente, diminuindo a probabilidade de erro, fraude, golpe do cartão de crédito ou da maquininha de cartão.

Saiba o que fazer ao identificar uma fraude

Em muitas situações, é possível identificar a tentativa de fraude no ato. Entretanto, é importante não agir de forma despreparada e criar uma situação desconcertante para ambas as partes.

Para que o problema seja resolvido da melhor maneira possível, sem prejudicar o estabelecimento, é crucial agir com calma. Se identificar a tentativa, a empresa pode se recusar a receber. No entanto, isso deve ser feito de maneira educada, falando sempre com clareza sobre o que foi identificado.

Essa também é uma forma de diminuir a probabilidade de que o fraudador volte ao seu estabelecimento, visto que ele saberá da dificuldade em aplicar o golpe.

 

Neste artigo, mostramos algumas dicas para evitar fraudes de pagamentos nos estabelecimentos comerciais. Além dos cuidados do negócio, é importante orientar os clientes para que eles também evitem cair em golpes. Isso pode ser feito por meio de cartazes e comunicação impressa no local.

Gostou do nosso conteúdo? Então, aproveite para compartilhar o texto nas suas redes sociais e ajude outros estabelecimentos a se proteger de fraudes!