Filtrar
Sodexo Club

Flexitarianismo: o que é isso, afinal?

21/02/18 14:00

Comer carne ocasionalmente e ter mais flexibilidade para conhecer outras fontes de proteínas é uma tendência mundial. Conheça.

Leia o artigo publicado pela nutricionista Ellie Krieger no blog Sodexo Insights.

Dizer que você está comendo menos carne não significa seguir uma dieta qualquer da moda. Acredito que, cada vez mais, as pessoas estão realmente levando a sério o fato de que os vegetais oferecem os mesmos benefícios para a saúde (e também são deliciosos). Nos EUA, há uma tendência de escolha de refeições que são mais baseadas em vegetais, reduzindo o consumo de carne. Os norte-americanos têm se mostrado mais flexíveis com relação a isso.

Fazer escolhas mais inteligentes sobre alimentos certamente é algo para se comemorar. No entanto, também causa alguma preocupação. Se você me disser: "Estou reduzindo o consumo de carne", minha primeira pergunta será: "OK. Como você vai substituí-la?".

Se sua resposta for comer mais pão branco e queijo, você não está fazendo uma boa escolha. Eles não oferecem os mesmos nutrientes da carne, que incluem zinco, ferro e magnésio. Você precisa descobrir não só como substituir a proteína, mas também como manter essas vitaminas e minerais em sua dieta.

Sendo bem prática: se você está comendo menos carne, precisa comer mais feijão, nozes, sementes e ovos (incluindo a gema, com moderação). Você precisa consumir essas fontes de proteína pelo menos duas vezes por dia, porque eles possuem nutrientes essenciais para sua saúde.

Mas lembre-se de que você pode adotar uma abordagem flexitariana. Isso pode significar fazer um sanduíche com metade da quantidade usual de carne e com mais vegetais numa noite e, no dia seguinte, jantar uma refeição sem proteína animal alguma.

Uma das coisas legais sobre adotar o flexitarianismo é a liberdade para ser criativo na hora de preparar suas refeições. Uma noite dessas eu fiz um lindo prato de massa utilizando feijão cozinho, tomates frescos e manjericão. Minha ideia não era fazer uma refeição sem carne, mas foi muito gratificante perceber o que eu havia conseguido. Acredito que, com o tempo, você perceberá que utilizar essa abordagem para se alimentar facilmente se tornará parte de sua rotina.

Seguem mais algumas ideias que vão te deixar satisfeito e ainda podem suprir suas necessidades nutricionais, independe de você comer carne ou não:

  • Sopa de lentilha ou chili vegetariano
     
  • Uma salada verde mista com grão de bico
     
  • Uma porção de homus turbinada com um ovo cozido, um punhado de nozes, muitos legumes picados, salada de repolho e triângulos de pão pita quente (um dos meus favoritos!)

E o mais importante: se você mudar sua dieta, tire da cabeça que parar de comer carne está fazendo você perder alguma coisa. Ao invés de ficar pensando no que você NÃO vai comer, concentre-se em buscar inspiração para comer cada vez melhor.

Leia o artigo na íntegra aqui.