Filtrar
Gestão de Pessoas

A difícil tarefa de reconhecer (e reter) de talentos

10/03/21 14:06

Seduzir os “notáveis” envolve um trabalho de reconhecimento que precisará ser cada vez mais segmentado

Oferecer mais oportunidades de qualificação é uma das principais demandas do mercado de trabalho. Enquanto isso não é percebido pelos profissionais, as empresas não poupam esforços para manter seus funcionários mais talentosos motivados e engajados. Seduzir os “notáveis” envolve um trabalho de reconhecimento que precisará ser cada vez mais segmentado.

No Brasil, uma pesquisa realizada pela consultoria Hay Group com 83 empresas revela que 43% delas estão preocupadas em criar estratégias para manter seus melhores profissionais. Ainda segundo a pesquisa, 79% das companhias procuram investir no desenvolvimento da carreira de seus colaboradores. Motivar a equipe é apenas o primeiro passo para a valorização desses trabalhadores, sobretudo em um momento em que muitos estão atuando de forma remota, em razão da pandemia do coronavírus.

Além de aumento salarial, bônus e benefícios obrigatórios por lei (como o vale-transporte), as empresas buscam reter os melhores com diferentes pacotes com algumas ofertas:

Também é possível ofertar planos de previdência privada e subsídios para cursos de qualificação profissional, entre diversos outros benefícios. Saiba quais são os beneficios em alta em 2021

Entender o perfil de seus funcionários é primordial para o gestor escolher a tática certa de retenção e engajamento de talentos. Nos anos 50, o psicólogo americano Abraham Maslow formulou a teoria de que as motivações dependem das necessidades psicológicas das pessoas e que a produtividade está diretamente ligada aos anseios de cada um. Descobrir esses desejos e necessidades pode indicar estratégias mais efetivas do que apenas recorrer ao uso de palestras motivacionais ou algo do gênero.

Leia mais sobre incentivar uma equipe:

Como montar uma campanha de incentivo em 2021

 

Quanto custa não reconhecer seus funcionários?