Filtrar
Gestão de Pessoas

Tire suas dúvidas sobre gestão de frotas

14/07/20 16:58

O bom controle de frotas permite melhor administração do RH sobre os veículos da empresa, otimiza os custos e reduz burocracias

Quando uma empresa adquire veículos próprios e permite que seus funcionários façam uso deles, é hora de contratar um sistema de gestão de frotas. Assim, poderá otimizar seus processos de maneira eficiente, com mais segurança, reduzir custos com combustível e gerenciar a logística da frota de maneira inteligente e eficaz, contribuindo, portanto, para a redução de gastos.

Os recursos financeiros podem ser alocados para outras áreas, aumentando a produtividade e a rentabilidade da empresa. Entenda:

O que é gestão de frota?

Gerir frotas é administrar os veículos que a empresa possui. A solução Wizeo, da Sodexo, proporciona acesso a todas as informações dos veículos e condutores, permitindo a melhor tomada de decisão por parte dos gestores. Online, é possível liberar parâmetros, alterar limites e consultar transações. O gestor consegue gerar relatórios customizados conforme as políticas de gestão da companhia.

A praticidade também se estende aos condutores, que podem consultar a rede credenciada e o saldo do cartão combustível, histórico de abastecimentos e até os preços atualizados dos postos.

O Wizeo também é bom para o posto de combustível, já que é uma forma dele aparecer diante de sua concorrência sem pagar nada por isso.

Veja como economizar com Wizeo

Por que o controle de frotas gera economia?

Além de conseguirem monitorar os trajetos de seus condutores e o gasto de combustível, os gestores conseguem traçar a melhor logística. A administração da manutenção dos veículos também é feita com maior facilidade quando se tem um sistema inteligente de gestão de frotas.

O que faz um gestor de frotas?

Por que é importante ter um controle de frotas na sua empresa?

Os riscos com veículos e com os serviços que envolvem transportes nas empresas serão minimizados com um processo de gestão de frotas: 

  • Redução de atrasos nas entregas;
  • Redução de acidentes por problemas de manutenção;
  • Redução de práticas ruins dos condutores por meio de treinamentos;
  • Antecipação de incidentes desagradáveis, como assaltos, com um mapeamento mais estruturado das rotas e estradas;
  • Ampliação do tempo entre as manutenções, uma vez que as correções ocorrem dentro de prazos ideias;
  • Redução de custos, pois a gestão proporciona a identificação precoce de gastos desnecessários – combustível, hábitos do condutor e jornadas de serviço.

Ainda tem dúvidas sobre gestão de frotas? Clique aqui.