Filtrar
PME

Benefícios para funcionários: despesa ou investimento?

19/08/21 11:16

Saiba por que os benefícios para funcionários são um investimento para a empresa

Oferecer benefícios para funcionários traz vantagens tanto para eles quanto para a empresa. Um estudo realizado pela Sodexo com empresas de vários países, entre eles o Brasil, apontou que mais de 90% delas viram resultado positivo nos negócios após conceder benefícios adicionais aos funcionários. Mas como isso acontece? Primeiro temos que entender a diferença entre custos, despesas e investimentos.

Os custos são aqueles gastos que têm influência direta no produto final da empresa, ou seja, são valores utilizados com matéria-prima, mão de obra e logística, por exemplo. Já as despesas representam os valores que não estão diretamente ligados com a produção final, como os gastos administrativos e de manutenção.

 


Como benefícios podem ajudar a reduzir custos e turnover nas empresas?

 

Por fim, os investimentos são todos os valores gastos com o objetivo de aumentar a produtividade e os lucros da empresa. É nessa categoria que entram os benefícios adicionais – aqueles que não são obrigatórios por lei – concedidos aos funcionários da empresa.

Mas, afinal, como esses benefícios para funcionários podem ser um investimento?

Existem diversos motivos que tornam os benefícios adicionais um investimento para a empresa, alguns dos principais são:

  • Incentivos fiscais – As empresas que concedem benefícios para melhorar a qualidade da alimentação do trabalhador, como vale-refeição e o vale-alimentação e são cadastradas no Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) podem obter incentivos fiscais, como é o caso da dedução no imposto de renda
  • Os melhores talentos – Um estudo apontou que 70% das PMEs que oferecem benefícios de alimentação aos colaboradores percebem uma facilidade maior para atrair e reter novos profissionais na empresa.
     
  • Produtividade – O mesmo estudo mostrou que 76% das empresas notaram um aumento na produtividade da equipe quando passaram a conceder benefícios para funcionários, ou seja, os colaboradores trabalham melhor e mais motivados.
     
  • Lucratividade – Por fim, uma consequência direta do aumento da produtividade dos trabalhadores é o aumento do lucro final da empresa. Afinal, quando os funcionários passam a render mais no trabalho, sabendo que são valorizados pelo empregador, a produção final é afetada de forma positiva e o lucro tende a aumentar.

Leia também

Conheça as carteiras digitais do Sodexo Multi

Dicionário dos benefícios flexíveis