Filtrar
PME

Franquias em alta para 2020 – conheça os setores mais promissores!

05/02/20 14:10

Fique por dentro das tendências e oportunidades mais vantajosas: conheça as franquias em alta para esse ano

 

Que tipo de franquia abrir em 2020?

 

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), só no ano de 2018, as mais de 2.800 redes do setor de franquias movimentaram R$ 174,8 bilhões. A série histórica mostra um crescimento contínuo do segmento e, portanto, a expectativa é que ele continue se ampliando. Para aproveitar o momento de franquias em alta, é fundamental entender o funcionamento do setor e identificar as áreas que apresentam os melhores números.

Franquias de alimentação

Entre as franquias em alta, a alimentação segue na posição de setor mais significativo. Em 2018, faturou R$ 45,8 bilhões e sempre nutre altas expectativas porque é um segmento que não para de se reinventar.

Comida saudável, fit, à base de plantas (plant-based) e para pessoas com restrições alimentares são alguns dos exemplos das bandeiras que as franquias de alimentação estão levantando. Há também, claro, as redes de fast-food que continuam com bastante força no mercado.

Para aumentar ainda mais o faturamento, é interessante aceitar vale refeição como método de pagamento. Veja aqui como aceitar Sodexo em seu estabelecimento.

Por que aceitar Sodexo em minha loja?

Franquias de saúde, beleza e bem-estar

Em segundo lugar entre os maiores faturamentos das franquias, o setor de saúde, beleza e bem-estar alcançou a marca dos R$ 31,9 bilhões, de acordo com a ABF. É um segmento bem amplo, que abrange desde academias e clínicas médicas, estéticas e odontológicas até lojas de suplementos alimentares e de produtos cosméticos.

Franquias de moda

As lojas de moda, que comercializam roupas e acessórios, também estão entre as franquias em alta. De acordo com o levantamento da ABF, o setor movimentou R$ 22,9 bilhões. Além das lojas mais tradicionais, com uma rede de pontos de venda espalhados por todo o Brasil e também na internet, podem ser consideradas franquias em alta aquelas que destinam seus produtos a nichos específicos.

É o caso, por exemplo, de franquias de roupas e acessórios voltadas para o público geek ou marcas de moda íntima. Definir com clareza qual é o público-alvo aumenta as chances de alcançar bons resultados em vendas.

Franquias de assinaturas

Embora as franquias de assinaturas não sejam uma modalidade por si só, elas têm se mostrado uma tendência que pode percorrer os territórios de todos os outros segmentos.

Nesse modelo, o consumidor paga um valor fixo mensal e, em troca, recebe o equivalente em produtos e serviços, que vão desde livros, cosméticos e bebidas a aluguel de roupas e procedimentos estéticos. As franquias de assinatura estimulam o relacionamento entre o público e a marca, criando uma relação de confiança, fundamental para o sucesso dos negócios.

Investimento em tecnologia e praticidade

Empreendedores de qualquer segmento de franquias precisam ter em mente que o investimento em tecnologia deve estar entre as prioridades. Além de poupar tempo e recursos, a tecnologia permite um alcance ainda maior em qualquer área.

Outro aspecto que não pode ser negligenciado é a flexibilidade nas formas de pagamento. As franquias podem aumentar o volume de vendas, por exemplo, aceitando os cartões da Sodexo. Veja como.

 

Saiba mais

Veja dicas para seu estabelecimento faturar mais

Como aumentar o faturamento de restaurantes e mercados