Faça uma cotação ou ligue para 4004-4946

Filtrar
Qualidade de Vida

Não se sentir preparado é um empecilho para assumir um novo cargo. Mesmo?

06/03/17 00:00

A questão não é sobre aceitar ou não o novo trabalho, mas sim de que forma você deve agir a partir dessa nova realidade

No ambiente profissional, buscamos sempre alcançar as melhores posições e obter uma remuneração que faça jus ao nosso trabalho. Mas um dilema pode aparecer no momento que conseguimos a tão almejada promoção: a nova função oferecida na empresa é em uma área com a qual qual não temos exatamente muita intimidade. E aí, como resolver isso?

Em primeiro lugar, você deve, sim, aceitar a proposta. A questão não é sobre aceitar ou não o novo trabalho, mas sim de que forma você deve agir a partir dessa nova realidade.

Para falar a verdade, nenhum de nós pode se considerar 100% preparado para um novo desafio, ainda mais em um mundo corporativo onde as mudanças são cada vez mais frequentes. Portanto, se as dinâmicas de trabalho estão em constante transformação, você também precisa estar em constante aperfeiçoamento. Ficar na zona de conforto o torna um profissional obsoleto perante o mercado.

As empresas já estão cientes desse cenário e têm investido bastante para melhorar a qualidade de suas equipes. No entanto, o retorno ainda não é o esperado até aqui. As abordagens e formas de treinamento de hoje são mais individualizadas e privilegiam a educação formal em detrimento do treinamento no ambiente profissional; assim, se há uma melhora, ela ocorre de forma pontual. O objetivo deveria ser sempre o aperfeiçoamento do coletivo e não somente de um ou outro. No caso especifico deste texto, o ideal é que você, agora promovido, converse com o seu chefe de modo a estabelecer um plano mais abrangente para aprimorar sua equipe.

Ao refletir sobre as ações que você vai tomar para o desenvolvimento profissional é bom pensar que a aprendizagem é um processo de reconstrução contínua de nossas experiências. Aprender consiste sempre em reaprender, ou seja, é o ato de juntar novas idéias com o conhecimento já consolidado em ocasiões anteriores.

Uma das fórmulas mais eficientes de aprendizado profissional é o 70-20-10: 70% do que se aprende decorre da experiência com tarefas e resolução de problemas no ambiente de trabalho (o chamado “on the job training”); 20% refletem o estudo e a convivência com os colegas; e 10% resultam do treinamento formal propriamente dito – apesar do percentual mais baixo, o treinamento tem influência nada desprezível em relação às outras duas modalidades, uma vez que é o aprendizado de “sala de aula”, aquele que vai dar a base para o profissional apreender os conhecimentos repassados dentro do local de trabalho. Em suma, é importante treinar, mas é muito mais proveitoso aplicar esse conhecimento dentro do trabalho.

Você só conseguirá executar suas tarefas de trabalho se estiver seguro do que está fazendo. O treinamento profissional pode ajudar nisso te dando autoconfiança. Porém, é necessário também trabalhar o lado psicológico para você efetuar o seu trabalho. Afinal de contas, se há insegurança para trabalhar, também haverá para assumir um novo cargo.

Entenda o seguinte: um bom treinamento é benéfico para sua carreira como um todo e não apenas para conseguir uma promoção. Portanto, não vale a pena limitar a sua carreira, não é mesmo?

Veja também

Incentive seus filhos a aprender a cozinhar
Qualidade de Vida

Ensine seus filhos a cozinhar

25/09/17 14:52

Leia no artigo dicas para tornar a cozinha interessante para as crianças

Dicas para uma dieta vegetariana
Qualidade de Vida

Quer parar de comer carne? Veja algumas dicas aqui

21/09/17 14:04

Tornar-se vegetariano pode ser mais fácil do que você imagina. Você só precisa de informação para manter sua dieta saudável.