Filtrar
Sodexo Club

Como combater a obesidade infantil?

09/10/19 14:54

Ficar atento ao estilo de vida das crianças, bem como aos primeiros sinais de excesso de peso, faz todo o sentido. Leia o artigo de Soraia Batista, a nutricionista da Sodexo.

como evitar a obesidade infantil?

Hoje, um dos maiores desafios que enfrentamos é o excesso de peso na infância, a obesidade infantil. A obesidade pode ser considerada o problema crônico mais comum entre as crianças do planeta. Em 2018, a OMS estimou um número de 41 milhões de crianças menores de 5 anos acima do peso.

O sobrepeso está a um passo da obesidade e pode levar a diversas doenças como hipertensão, diabetes, gordura no fígado, refluxo gástrico, aumento no colesterol e em triglicerídeos, entre outros. Nos adolescentes, ainda pode ter consequências mais graves como AVC e infarto. E tudo isso pode se refletir na vida adulta: crianças com obesidade infantil têm de 70% a 80% de chance de se tornarem adultos obesos e assim, possuem maiores chances de desenvolverem as doenças crônicas não transmissíveis.

Nessa fase da vida, é de extrema importância que os pais e pediatras estejam bem atentos aos sinais de excesso de peso dos pequenos. Além dos riscos de doenças crônicas, a obesidade infantil tem relação direta com problemas de autoestima. Transtornos psicológicos e diminuição da qualidade de vida podem surgir ainda na infância. Vale lembrar que a obesidade infantil tem tratamento.

Estilo de vida nada saudável

O consumo de alimentos industrializados, gordurosos e comidas como fast food são potencializadores para a obesidade infantil no Brasil, pois se tratam de alimentos altamente calóricos e com pouco valor nutritivo. A promoção e consumo frequente desses produtos, como refrigerante, hambúrguer, batata frita, bolacha recheada e doces na infância, interferem de forma negativa na formação de hábitos alimentares saudáveis.

Outros fatores que contribuem para essa realidade são o uso inadequado da tecnologia e a falta de segurança para brincar nas ruas, como se fazia antigamente. Hoje as crianças brincam muito mais dentro de casa com celular, computador, vídeo game ou assistindo TV. Sem as brincadeiras de antes, as possibilidades de realizar atividades físicas são muito menores.

Como ajudar meu filho a emagrecer?

Procurar um nutricionista materno infantil pode ajudar e muito a melhorar a qualidade da alimentação dos pequenos, além de orientar os pais e familiares, pois eles desempenham um papel fundamental tanto na prevenção quanto no processo de emagrecimento da criança. Assim, você evita as consequências da obesidade infantil! 

Dicas para combater a obesidade infantil em casa:

  • A alimentação adequada durante a gestação, o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e a introdução adequada da alimentação complementar estão relacionados à melhora do estado nutricional e do desenvolvimento adequado da criança.
     
  • Diminua o uso de sal e crie o hábito de usar temperos naturais na comida. É importante que a criança se acostume a comer menos sal, porque sal em excesso pode aumentar a pressão arterial.
     
  • O mesmo vale para o açúcar! Não adoce tudo. Deixe que a criança sinta o sabor real dos alimentos. Isso faz parte da prevenção da obesidade infantil! Se a criança for exposta desde cedo a sabores marcantes, tanto salgados quanto doces, vai desenvolver um gosto que pode ser prejudicial para sua saúde.
  • Ofereça alimentos de diferentes grupos e em diferentes texturas.
     
  • Faça com que o momento das refeições seja prazeroso e único.
     
  • Inclua diariamente frutas, verduras e legumes. Varie os tipos para que a criança conheça todas. As frutas podem servir de lanche entre as refeições.
     
  • Evite alimentos gordurosos e frituras. Prefira sempre alimentos grelhados, assados ou cozidos.
     
  • Doces, refrigerantes e salgadinhos devem ser evitados, contudo, equilíbrio é a palavra chave para as exceções como festinhas e ocasiões especiais. 
     
  • Incentive a criança a ingerir bastante água para manter o corpo hidratado.
     
  • Procure estimular as crianças para brincadeiras ao ar livre e a prática de esportes.


Leia também:

Dicas para as crianças comerem melhor

Ensine seus filhos a cozinhar

Lanches saudáveis para levar à escola