Filtrar
Sustentabilidade

Dia das Crianças: vamos falar sobre consumo consciente?

27/09/19 11:35

Na data em que toda criança espera um presente, você tem uma oportunidade de educar a família toda sobre consumismo e economia doméstica

Segundo a Gazeta do Povo, o Dia das Crianças (12/10) só perde para o Natal em data campeã de consumo no Brasil. Infelizmente, não é novidade para ninguém que os pequenos – justamente por estarem em formação de valores e personalidade – são muito mais suscetíveis a propagandas e outros estímulos de compra, o que pode causar um grande problema dentro de casa. Para manter o orçamento familiar em dia, mas sobretudo para formar adultos mais conscientes, trouxemos algumas dicas para tornar essa data mais educativa e sustentável:

Uma data = um brinquedo.

Incentive o consumo consciente e diga não ao consumismo infantil! Combine com a família (incluindo tios e avós) que cada criança vai escolher e ganhar apenas UM brinquedo nessa data. Isso vai ajudá-la a exercitar a reflexão sobre o é realmente importante e priorizar o que quer e, também, o custo é melhor para todos.

Planeje os gastos e cumpra!

Quer evitar o consumismo infantil e ainda economizar? Faça as contas e veja, entre as despesas da casa, quando você pode gastar com um presente de Dia das Crianças sem se apertar. Pechinche e negocie descontos caso vá pagar à vista.

 

Hora do desapego.

Já que vai chegar brinquedo novo, que tal se desapegar daqueles que estão encostados no armário, na prateleira e embaixo da cama? De forma positiva, mostre para seus filhos que chegou a hora de dar uma olhada nos brinquedos e separá-los em três grupos:

  • Aqueles que são queridos e não vão embora de jeito nenhum
  • Os brinquedos que estão em boas condições e podem ser doados
  • Brinquedos quebrados que vão para a reciclagem

Dessa forma, você ensina sobre consumo consciente para as crianças!

Precisa ser presente?

Que tal marcar esse Dia da Criança com uma experiência que não esteja diretamente a ganhar uma coisa? Um dia em família pode representar muito bem do que o brinquedo que pode ficar encostado. Algumas sugestões:

  • Planeje-se para um dia muito especial fora de casa, pode ser no parque de diversões, na praia, algo de que a criança goste
  • Leve a criança para fazer algo que ela nunca fez (andar a cavalo, subir uma trilha na natureza, visitar o planetário...)
  • Promova uma feira de troca de brinquedos no condomínio ou entre os vizinhos da rua: confira essas dicas e incentive as crianças a participar. No final, todo mundo vai voltar para casa com um brinquedo diferente.


Fontes: Criança e Consumo e Instituto Akatu

Leia também:

Obesidade infantil: o cuidado começa em casa

Consumo consciente é a chave para um Natal sustentável