• Início
  • Sodexo Insights
  • 8 ideias de flexibilidade no trabalho para estimular a produtividade do colaborador

Gestão de negócios

8 ideias de flexibilidade no trabalho para estimular a produtividade do colaborador

 

Da possibilidade de escolha do horário aos benefícios estendidos aos familiares, veja como engajar com ações simples

Artigo - flexibilidade no trabalho _1_.jpg

 

O mundo está em constante evolução e nós vamos nos adaptando para acompanhar as transformações. E estamos falando de todo tipo de mudanças: tecnológicas, sociais, comportamentais. Sim, o comportamento também evolui! Inclusive no ambiente de trabalho.

Mais do que nunca, estamos percebendo que aquele modelo engessado de escritório cinco dias por semana com horários rígidos, deixando a vida pessoal da porta para fora, não funciona mais. Os profissionais precisam de flexibilidade e descobriram (e provaram) que podem desempenhar melhor tendo modelos de trabalho mais flexíveis.

Quer entender como oferecer essa flexibilidade no trabalho de forma que seja excelente tanto para a empresa quanto para o colaborador? É o que te contaremos a seguir. Neste artigo você vai ver:
 

  
Flexibilidade é a palavra de ordem

Está cada vez mais evidente: as pessoas não querem mais a rigidez e os padrões antigos do mundo corporativo! 

Nos últimos tempos, os funcionários têm pedido para negociar o horário de trabalho, home office, benefícios flexíveis e diferenciados e por aí vai. Não dá mais para adiar, as empresas precisam olhar para seus funcionários de forma individualizada e criar soluções personalizadas, condizentes com o estilo de vida de cada colaborador.

Segundo a pesquisa “Benefícios Pré e Pós Covid-19”, realizada pela Robert Half, 93% dos entrevistados revelaram querer ter a possibilidade de escolher os benefícios de acordo com suas necessidades.
 
O estudo também mostra que a maioria (56% dos homens e 61% das mulheres) leva em consideração o pacote de benefícios na hora de aceitar ou não uma proposta de trabalho.

Não tem outro jeito. Somente respeitando os perfis e os pedidos individuais dos funcionários será possível atrair talentos, deixá-los felizes, diminuir o turnover e estimular a produtividade.
  

Oito ações simples que levam ao engajamento e à produtividade

1 – Horário flexível
Há quem renda mais pela manhã, quem precise dela livre para cuidar dos filhos, quem prefira estender o turno até mais tarde... Não existe um horário fixo que agrade a todo mundo. A ideia então é flexibilizar o horário de trabalho, cumprindo a jornada contratual, mas dando opções mais adequadas a cada um.

Tudo depende de combinados. Pode haver um período do dia em que seja imprescindível juntar a equipe, então esse será fixo, mas cada líder pode gerenciar os horários de seus times.
 
2 – Meio período
O regime de trabalho parcial é legalizado. Cabe à empresa entender se essa possibilidade faz sentido para o desempenho de determinadas funções. Para muitos, vale a pena ganhar menos, mas trabalhar menos também. Conseguindo cumprir as entregas, bater as metas, pode ser uma ótima alternativa para os dois lados. 
 
3 – Home office e trabalho híbrido
Eles vieram para ficar. A pandemia pôde comprovar que o modelo de trabalho remoto funciona para muitas funções e que, principalmente nas grandes capitais, o tempo que se perde com o deslocamento para o escritório pode ser mais bem aproveitado.

O ideal é analisar o que funciona melhor para os times, entender quando (e se) é realmente necessário estar presente no escritório e dar ferramentas para que os funcionários possam render da mesma forma (ou até melhor) de casa.  
 
4 – Semana mais curta
A prática de horário comprimido também é legalizada. Para tanto, o trabalhador cumpre suas horas em menos dias da semana. Isso significa estender algumas horas diariamente para compensar e trabalhar um dia a menos na semana, por exemplo. Quem não gostaria de dar um gás e ter a sexta livre?
 
5 – Férias mais longas
Jornadas de trabalho mais compridas no decorrer de todo o ano, podem resultar em dias acumulados, o que permite férias um pouco maiores, ultrapassando os tradicionais 30 dias. Mas cuidado aqui para não sobrecarregar o funcionário ao longo do ano. A proposta é dar mais qualidade de vida a ele, e não o contrário.

​​De acordo com o artigo 59 da CLT, a duração da jornada pode ser acrescida de no máximo, duas horas por dia, desde que esteja previamente acordado.
 
6 – Saúde estendida aos dependentes
Mais do que nunca, a saúde é prioridade. Nesse momento de crise sanitária, um benefício com plano que contemple os dependentes do colaborador vai fazer muita diferença. 

E não estamos falando apenas do convênio básico. Aqui, cabe incluir apoio psicológico também. O Apoio Pass, da Sodexo, é uma solução acessível que oferece suporte completo com atendimento gratuito, 24 horas por dia, sete dias por semana ao trabalhador, que pode ser extensível aos seus familiares.
 
7 – Alimentação do seu jeito
Principalmente com a possibilidade do trabalho híbrido, o benefício de alimentação precisa ser revisto. Certamente, alguns passarão a comer mais em casa, outros vão preferir cozinhar algumas vezes por semana e há quem não abra mão da praticidade de comer em restaurantes diariamente. Mas para agradar a todos, é possível juntar benefícios no mesmo cartão.

O auxílio-alimentação, da Sodexo, por exemplo, une as funções de vale-alimentação e de vale-refeição em um único cartão. Com ele, cada colaborador  pode fazer suas próprias transferências de saldo entre as carteiras de benefício, ajustando às suas necessidades, quando a funcionalidade é contratada pelo empregador. E o cartão funciona para pagamento por aproximação.
 
8 – Benefícios flexíveis
Na prateleira de benefícios que a empresa oferece, vale incluir como opcionais alguns voltados ao bem-estar, visando melhoria na qualidade de vida. O auxílio-academia, por exemplo, tem sido muito valorizado e utilizado. O Gympass, da Sodexo, é aceito em centenas de estabelecimentos credenciados. Outra opção é o Cultura Pass, que possibilita a compra de livros, ingressos para o cinema e teatro. 

E para motivar ainda mais e colher os frutos de um bom investimento, que tal incentivar o colaborador a apostar em educação? Com o Sodexo Multi é possível contribuir com cursos e outras atividades que desenvolvam o funcionário. 
 
 
Concluindo
A pandemia mudou nosso olhar sobre muitas coisas que pareciam estar estabelecidas. O trabalho foi uma delas. O profissional percebeu que o modelo anterior estava ultrapassado e está pedindo mudanças. Para suprir essas novas necessidades, a flexibilização é o melhor caminho.

Entendendo que as pessoas são diferentes e têm necessidades distintas, não faz sentido fixar regras e benefícios únicos. Permitir horários flexíveis, trabalho remoto, oferecer benefícios personalizados são ações simples e que fazem muita diferença para manter o colaborador feliz, engajado e, consequentemente, mais produtivo.

Conte com a Sodexo para ajudar com um pacote completo de soluções para melhorar a experiência de trabalho de todos, respeitando o perfil de cada um.  
 
Fale conosco!
 

Quero saber mais sobre as soluções Sodexo

thumbInscreva-se para receber novos conteúdos