• Início
  • Sodexo Insights
  • Gestão financeira: garanta já a sobrevivência do seu negócio em 2022

Gestão de negócios

Gestão financeira: garanta já a sobrevivência do seu negócio em 2022

Quer tranquilidade? Este artigo contém dicas valiosas para fazer uma boa gestão financeira e garantir a sobrevivência da sua empresa

Dicas de empreendedorismo na retomada dos negócios

Uma em cada quatro empresas brasileiras fecha as portas todos os anos, de acordo com o Sebrae. O principal motivo é algum tipo de falha na gestão financeira. Olha só como é importante cuidar dela com a maior atenção possível!

Adotar boas práticas o ano inteiro é mais do que urgente - e, pode ter certeza, a saúde do seu negócio agradecerá esse acompanhamento. Quer saber como traçar um plano eficiente e colocá-lo em prática agora  mesmo? É o que te contamos neste artigo. Você verá:

O que é gestão financeira 

A gestão financeira é o coração de todo negócio! Quando esse trabalho é feito com eficiência, todas as outras áreas são impactadas de forma positiva. Pense bem: você terá margem para investir em novos produtos e serviços, contratar pessoas, expandir e por aí vai. Caso contrário, com as contas negativas, o seu único desafio será  tentar sair desse problemão, deixando todas as outras possibilidades de lado.

Em linhas gerais, segundo definição do Sebrae, estamos falando aqui de uma prática que controla e orienta "ações e procedimentos administrativos diretamente ligados ao planejamento, à execução, à análise e ao controle das atividades financeiras". 

Quando a gestão é nota 10, certamente você terá resultados melhores e o máximo de lucro possível. É exatamente o que todo empresário busca!

Sabia que existem três tipos de gestão?

Isso mesmo. A primeira é chamada de gestão de caixa, responsável por controlar tudo o que entra e sai em termos de recursos financeiros. Alguns exemplos: resultados de vendas, salários, participação em eventos e despesas com materiais de escritório, entre outros.

Há também a gestão de investimentos, uma subtarefa essencial para a expansão. Trata-se do controle dos recursos destinados ao crescimento, seja para a abertura de  novas unidades, por exemplo, ou para a compra de equipamentos novos. 

Por fim, temos a gestão de crise. De acordo com o Sebrae, trata-se de uma vertente pouco difundida ainda, mas fundamental, sendo responsável por renegociar prazos e dívidas, protestos, ações de execução e outras questões do gênero.

E aí, quer saber como trabalhar essas vertentes no dia a dia? É o que mostramos a seguir.

Fuja da informalidade

Um passo fundamental é formalizar seu negócio. Em primeiro lugar, faça o registro da sua empresa de acordo com o tamanho e o faturamento que ela possui. Há diferentes classificações, daí a importância de consultar um contador para saber o melhor caminho. Tenha em mente que será preciso recolher impostos e fazer as declarações corretas, o que exigirá esforços do seu lado.

Mas já adiantamos que é uma etapa necessária para o seu crescimento. Para se ter uma ideia, as principais vantagens listadas pelo Sebrae são segurança, possibilidade de fechar parcerias, ter acesso às linhas de crédito e conseguir exportar e receber subsídios do governo. É esta base segura que vai permitir um crescimento em longo prazo.

Não misture o dinheiro

É muito comum o pequeno empresário misturar as despesas obtidas em pessoa física com as da pessoa jurídica. Cuidado! Isso vira uma bola de neve que causa prejuízos tanto para a família quanto para o negócio como um todo, atrapalhando a sua gestão financeira. Certifique-se de que todas as contas estão separadas.

Acompanhe o fluxo de caixa

Em termos muito simples, o controle do fluxo de caixa consiste em:

  • Registrar todas as entradas: empréstimos, vendas e créditos adquiridos;
  • Registrar todas as saídas: custos com manutenção, investimentos, pagamento dos fornecedores e funcionários, quitação de dívidas e impostos.

Você pode encontrar na internet uma série de planilhas para ajudá-lo a gerir o fluxo, a exemplo desta opção disponível no site do próprio Sebrae.

Cuidado com as armadilhas

Não investir em marketing, ignorar a concorrência ou deixar de estabelecer metas reais para prosperar. Esses são, infelizmente, os erros mais comuns para novos empreendedores. 

O mundo dos negócios está cheio de armadilhas! E você precisa ter atenção a todas as possibilidades.

Leia mais sobre como fugir dos problemas neste e-book sobre armadilhas para empreendedores!

Repense suas linhas de financiamento

Já analisou se é possível encontrar opções mais em conta? O refinanciamento é um caminho. Recorrendo a ele, você consegue trocar contratos de empréstimo que estavam firmados por opções novas, na mesma instituição financeira, mas conseguindo mudar o prazo e até mesmo os valores.

É um bom caminho para acabar com as dívidas de um jeito eficiente!

Hora de renegociar as dívidas!

Analise o momento. Começou a entrar dinheiro em caixa de novo? Então, aproveite para estudar quais dívidas podem ser quitadas ou renegociadas. Não deixe isso para depois. Tire esse problema da frente para poder respirar tranquilamente.

Traga a sua equipe de volta

Precisou demitir por conta dos efeitos da  pandemia? Se a situação está mais estável agora, aproveite para verificar a possibilidade de trazer as pessoas de volta. Faça isso de acordo com a evolução da sua empresa - nada de sair contratando sem ter como arcar com todos os custos.

Neste sentido, os benefícios para funcionários podem ser importantes aliados! Para se ter uma ideia, empregadores que oferecem vale-alimentação e vale-refeição, que são regulados pelo Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), podem obter isenção de encargos sociais (FGTS e INSS) sobre o valor contratado e dedução do Imposto de Renda (para negócios com tributação sobre o lucro real).

Baixe o infográfico com as principais diferenças entre o VA e o VR

Entenda tudo sobre benefícios com este o infográfico sobre vale-alimentação e vale-refeição

 

Concluindo

Fazer uma boa gestão financeira é fundamental - e garantirá a sobrevivência das empresas nos próximos meses e anos. Aliás, as vantagens vão além: é o que determina o seu crescimento. Ou seja, te fará faturar mais, criar novas parcerias e evoluir. Daí a importância de ter um planejamento impecável! 

Quer mais uma boa notícia? Você pode contar ainda com bons aliados nessa jornada! Os benefícios para funcionários, por exemplo, oferecem a possibilidade de incentivos fiscais. Há também plataformas que ajudam a controlar todas as despesas digitalmente. O Sodexo Multi é uma delas por oferecer um ambiente de gestão de despesas relacionadas aos funcionários. Assim, você consegue acompanhar todas as movimentações ligadas à sua equipe.

Lembre-se: apostar em recursos eficientes é sempre uma boa ideia para otimizar os resultados! 

Até a próxima!

 

Quero saber mais sobre as soluções Sodexo

thumbInscreva-se para receber novos conteúdos