Dá pra ter equilíbrio entre vida pessoal e profissional? Veja como apoiar suas equipes

Dá para equilibrar vida pessoal e profissional?

7 Dezembro 2022

O excesso de trabalho tem deixado as pessoas esgotadas! Veja como promover iniciativas que garantam qualidade de vida e saúde mental.

O sonho do equilíbrio entre vida profissional e pessoal acabou? Trazemos aqui uma pergunta polêmica - e você já vai entender os motivos. Com os novos modelos de trabalho, que dão mais flexibilidade para atuar remotamente, a linha entre o esgotamento e a produtividade ficou ainda mais tênue.

Sim, as pessoas estão trabalhando mais, ultrapassando horários pré-estabelecidos e tendo de viver em um contínuo estado de alerta. Isso, obviamente, não é saudável para ninguém (este "ninguém" contempla funcionários e empregadores). Então, como reverter esse jogo, promovendo o equilíbrio tão desejado? É o que trazemos neste artigo. Você verá:

  • Excesso de trabalho prejudica o equilíbrio

  • Como promover o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

  • Ambiente saudável atrai talentos

Excesso de trabalho prejudica o equilíbrio

O trabalho remoto deu uma bagunçada na rotina de muita gente. Se por um lado os índices de produtividade dispararam, por outro os de cansaço também bateram recordes. Segundo um estudo realizado pela Robert Half, 40% dos profissionais entrevistados afirmaram que se sentiam esgotados e estressados depois de um ano no modelo a distância. Para 26%, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional piorou.

Tal balanço nunca esteve tão ameaçado. Curiosamente, diversas consultorias o colocam como uma das principais tendências do mercado. Há até um nome específico para ela: work balance. Na prática, será que ficará cada vez mais difícil chegar a um equilíbrio? Depende.

Dicas valiosas para sua empresa: como equilibrar vida pessoal e profissional

Baixe agora mesmo no link um e-book gratuito e descubra que é possível conquistar o sonho do equilibrio entre vida pessoal e profissional

Como promover o equilíbrio entre vida pessoal e profissional?

Esse balanço depende tanto dos colaboradores quanto da companhia. No que diz respeito aos profissionais, a psicóloga do trabalho Sandra Rego ressalta que é preciso estabelecer limites no dia a dia. 

"As pessoas se cobram excessivamente. Deixar de responder uma mensagem no WhatsApp ou um e-mail fora do expediente, por exemplo, não fará diferença em muitos casos. Mas a ansiedade nos faz querer enviar tudo na hora. Parte da nossa sociedade atual é ansiosa", ressalta.

Portanto, a dica é: reflita se tal tarefa precisa mesmo ser realizada naquele momento. Além de preservar os períodos de descanso, ainda é uma forma de "educar" quem fala com você. "Se as respostas forem sempre imediatas, seus contatos passarão a esperar esse comportamento", comenta.

A psicóloga e coach Joseani Kochhann chama atenção para a conscientização que cada pessoa deve ter sobre a importância de ser feliz, seja no trabalho ou nas relações pessoais. Quando há esse entendimento, as escolhas tendem a ser mais simples. 

"Todo mundo deve ter contato com a natureza, passear, se relacionar com outros indivíduos, e aproveitar dos benecícios das atividades físicas… Isso não deve ser encarado como algo extra, mas sim como uma necessidade", comenta.

Do lado das empresas, segundo ela, é essencial haver uma mudança profunda na cultura. De nada adianta investir em um bom marketing, dizendo que as pessoas estão no centro, se isso efetivamente não acontecer. 

"Essa transformação dependerá muito dos líderes. É essencial que a organização invista em treinamentos e conversas com esses gestores para que eles possam compreender e disseminar a importância do equilíbrio", diz.

Outro ponto importante, na opinião de Sandra, é entender as dores de cada profissional, dando o apoio necessário. "São muitas tomadas de decisão durante o dia, o que sobrecarrega qualquer um. Além disso, o problema pode nem estar no emprego, mas em uma questão familiar, por exemplo. Para fugir dela, a pessoa acaba trabalhando mais", ressalta. Daí a importância de oferecer um ambiente de acolhimento, que olhe para cada indivíduo com humanidade e cuidado.

Ambiente saudável atrai talentos

O estudo Workmonitor, realizado pela Randstad, mostrou que as pessoas estão cada vez mais preocupadas com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Para se ter uma ideia, 81% dos entrevistados afirmaram que buscam um emprego melhor, que privilegie justamente o respeito por seu espaço pessoal.

Segundo a pesquisa The Work Trend Index, além do salário, os cinco principais pontos que mais importante para os funcionários é a qualidade de vida no trabalho. São eles: cultura positiva (46%), benefícios de saúde mental e bem-estar (42%), propósito (40%), horário de trabalho flexível (38%) e mais tempo de férias remuneradas (36%).

"A organização que souber cuidar dos seus times e das lideranças chegará mais perto do equilíbrio. É essencial desenvolver programas de saúde, enfatizando a importância dos exercícios físicos e da alimentação adequada, e construir um ambiente seguro psicologicamente", ressalta Sandra.


Concluindo

O equilíbrio entre vida profissional e pessoal depende de uma série de fatores - deve ser construído tanto pelas empresas quanto pelos funcionários. Combinar cuidado e conscientização, mostrando que é fundamental cuidar do corpo e da mente, é um excelente ponto de partida.

A prática de exercícios físicos, ter uma rotina de alimentação saudável e um suporte psicológico são elementos muito importantes nessa construção - e você pode contar com os benefícios para funcionários como aliados.

Que tal começar agora mesmo? Baixe gratuitamente este e-book para ter acesso a dicas valiosas sobre como promover o equilíbrio  que tanto está sendo buscado entre os profissionais de todo o mundo. Boa leitura!