Como melhorar a motivação do time com benefícios flexíveis

Benefícios flexíveis aumentam a motivação no trabalho!

21 Junho 2024

Saiba por que flexibilizar a oferta de benefícios para funcionários vem ganhando destaque no mercado de trabalho

Liberdade de escolha é o presente - e o futuro - dos benefícios para colaboradores. Possibilitar que os funcionários escolham o que desejam receber da empresa é, definitivamente, um caminho sem volta que traz mais satisfação e engajamento para companhias em todo o mundo.

Além de disponibilizar algo que realmente faça sentido para o seu time, você ainda vê indicadores muito importantes se multiplicarem na empresa utilizando os benefícios como forma de atração e retenção de talentos. Alguns exemplos: produtividade no trabalho, engajamento e motivação das equipes. Quer saber como? É o que mostramos neste artigo. Você verá:

  • Por que os benefícios flexíveis garantem mais motivação no trabalho?
  • Quais empresas podem seguir por esse caminho?
  • Flexibilidade: como aumentar a oferta de benefícios corporativos?

Por que os benefícios flexíveis garantem mais motivação no trabalho?

Quando decidimos ir a um restaurante, uma das primeiras coisas que fazemos é olhar para o cardápio. E aí nos deparamos com diversas possibilidades, que nos fazem pensar e escolher a mais apetitosa. Agora, imagine se houvesse apenas uma opção, uma que você não gosta ou não desperta nenhuma vontade de provar?

Qual desses dois cenários garantiria a melhor experiência? Certamente a primeira é mais atrativa. Agora, vamos transpor essas situações para o dia a dia de trabalho, mais especificamente no momento da oferta dos benefícios para funcionários

Uma pessoa que vai para o escritório de carro algumas vezes por semana, por exemplo, poderia não ficar tão entusiasmada com um vale-transporte. Em contrapartida, se ela recebesse, além dele, um auxílio-combustível proporcional aos dias em que vai de carro, o cenário seria perfeito! Assim, conseguiria cobrir todos os custos com mobilidade.

E é exatamente esta a grande vantagem de oferecer um cartão de benefícios flexíveis: olhar para a realidade de cada indivíduo e oferecer-lhe algo que realmente faça sentido. Disponibilizar um plano de benefícios personalizado, adaptado ao estilo de vida da sua equipe, é realmente uma grande sacada!

Quais empresas podem seguir por esse caminho?

Toda empresa pode e consegue (do ponto de vista da saúde financeira) oferecer um pacote de benefícios flexíveis ao seu time. Uma vez que os custos geralmente são divididos com os colaboradores, é viável - até mesmo para as menores empresas ou aquelas que estão começando - montar pacotes com diferentes tipos de benefícios personalizados. E sem pesar no orçamento!

Aliás, o retorno sobre o investimento tende a ser grande (baixe gratuitamente um infográfico gratuito com os resultados de investir em benefícios corporativos). Isso porque há ganhos significativos em produtividade, motivação e engajamento, o que impacta o crescimento do  negócio como um todo. Quando existe apoio ao funcionário ele se sente valorizado e estimulado, por exemplo, as entregas são mais eficientes e criativas. Além disso, o turnover cai, o número de faltas também tende a diminuir  e a imagem de marca empregadora se fortalece.

Flexibilidade: mas e então, como aumentar a oferta de benefícios corporativos?

Passo 1: olhe para os dados

Olhe para as informações relacionadas aos seus colaboradores e, depois, cruze esses dados com os benefícios que são oferecidos hoje. Você pode ter ótimas conclusões nesse exercício. Exemplo: a maior parte dos funcionários tem filhos, mas você não disponibiliza um auxílio-creche. Ou então: muitos vêm de carro, mas o vale-combustível não aparece entre as opções. São indicadores valiosos.

Passo 2: converse com a liderança

Os gestores têm um papel fundamental na implementação de um plano de benefícios flexíveis. Por atuarem mais perto do time, podem contribuir para a identificação das opções mais interessantes, para que a empresa invista nos benefícios que a equipe realmente quer receber.

Passo 3: entenda as necessidades das equipes 

Fazer pesquisas junto aos funcionários também é uma forma eficiente de detectar o que você pode oferecer.

Passo 4: escolha uma operadora com diversas opções de  benefícios flexíveis

Procure quem já tem experiência no assunto. É importante verificar, junto à fornecedora de benefícios, quais são as opções existentes - e as condições de cada uma delas. Veja também como é feita essa gestão, uma vez que serão disponibilizados pacotes diferentes para cada profissional. Priorize processos automatizados e digitais, o que facilitará o dia a dia do profissional de RH.

As carteiras digitais - ou wallets - são possibilidades interessantes justamente por garantirem um gerenciamento mais simplificado dos benefícios flexíveis. Ao contratá-las, a empresa disponibiliza um crédito que pode ser migrado entre as diferentes carteiras de benefícios. O próprio colaborador faz essa administração conforme as suas necessidades durante o mês por meio de um cartão de benefícios flexíveis.

Lembrando que o montante destinado ao vale-alimentação e ao vale-refeição não pode ser transferido em razão das regras do  Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT). A lei prevê a destinação correta de ambos os benefícios - e as empresas que não seguirem as regras estão sujeitas a multas e outras punições.

 

Faça uma cotação dos benefícios flexíveis Pluxee

Passo 5: faça tudo de acordo com a legislação

Atente-se ao valor dos planos. Isso porque, de acordo com a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), profissionais com a mesma função devem receber condições equivalentes. Ou seja, é preciso fazer esse cálculo para que não exista disparidade de custo entre os planos de benefícios flexíveis que são criados para cada profissional.

Passo 6: comunique com clareza

Com as possibilidades pré-definidas, é hora de comunicar a equipe. Faça todo esse processo com bastante clareza para que não haja ruídos no meio do caminho. Mostre todas as vantagens da nova política de benefícios flexíveis na empresa e como utilizá-los no dia a dia. O seu papel é orientar para que a gestão seja simples e atenda às necessidades dos colaboradores.

Depois, não esqueça da cultura de feedback que sempre falamos por aqui: faça pesquisas frequentes para identificar a aceitação!

Concluindo

Benefícios flexíveis são muito desejados pela força de trabalho! Os principais motivos? Dar autonomia e liberdade de escolha, duas características que mantem a valorização e motivação das equipes.

E você, quer manter seus resultados lá em cima? A Pluxee tem uma série de soluções em benefícios flexíveis para apoiar você na oferta de um pacote de remuneração que vai além do salário, trazer o reconhecimento em forma de benefícios é uma forma de motivação da equipe na empresa. Peça o contato de um consultor especializado e modernize sua oferta de benefícios