• Início
  • Sodexo Insights
  • RH do futuro: tendências e desafios

Gestão de negócios

RH do futuro: tendências e desafios

O setor ficou mais analítico e estratégico no pós-pandemia. Dados são usados para potencializar o bem-estar das equipes. Sua empresa está alinhada?

Artigo - rh no pos-pandemia.jpg

 

A pandemia de Covid-19 fez a transformação digital dar passos largos - as movimentações que aconteceriam em seis anos, na previsão de especialistas, foram colocadas em prática em dois. É claro que isso impactou diretamente as empresas e a economia como um todo. 

A área de Recursos Humanos foi uma das mais exigidas durante a crise e precisou se moldar para atender as necessidades atuais. Ganhou até um novo nome: RH do futuro. Quer saber o que muda já no presente e as expectativas para os próximos anos? Nos acompanhe por aqui! Você verá:


O que muda no RH do futuro

O RH está diferente! Você já deve ter notado, não? Olha só o que contribuiu para que o setor se modificasse tanto nos últimos dois anos:

Esses números mostram como o mercado vive uma transformação constante - e os negócios precisam se moldar para acompanhar essa evolução e, claro, aproveitar todos os benefícios que a tecnologia oferece. O RH do futuro está alinhado a tudo isso. O setor ganha um foco maior no pós-pandemia por alguns motivos específicos:

  • A saúde mental dos funcionários passou a ser uma preocupação prioritária para as empresas.
  • Com equipes atuando remotamente, o empregador precisa ter uma estratégia consistente para se aproximar de cada profissional.
  • O mercado como um todo vem entendendo a importância de captar e analisar os dados - e no RH isso não poderia ser diferente.

Sim, a área assumiu uma posição extremamente estratégica dentro dos negócios, independentemente do porte e da área de atuação.

Desafios do RH do futuro

São muitos! Trazemos aqui os principais para você se preparar e agir alinhado às transformações das empresas e das pessoas que atuam nelas.

RH mais digital
Sem dúvida, o RH do futuro é muito mais tecnológico. Segundo um estudo global feito pela consultoria Gartner, a inovação é prioridade para 51% dos líderes de recursos humanos entrevistados. Para isso, entretanto, é fundamental compreender quais recursos podem apoiar o setor. Treinamentos e cursos são ótimas opções para manter os profissionais sempre bem informados e aptos a usar qualquer tipo de ferramenta.

O futuro do trabalho depende dos dados
Segundo Ana Meneghini, CRO da Sólides, os dados orientarão cada vez mais as tomadas de decisão dentro das empresas. No RH, essa máxima ganha um peso importante: é essencial analisar métricas, como taxa de absenteísmo, queda na produtividade e índices de satisfação, entre outras. Tais informações são fundamentais para identificar problemas e corrigi-los. Muitos deles podem estar ligados à saúde mental dos funcionários - e a empresa precisa apoiá-los.

Atração e retenção de talentos
A retenção de profissionais é uma preocupação para 89% dos profissionais de RH, segundo estudo da consultoria Robert Half. Tanto essa prática quanto as contratações precisam levar em conta o cenário atual. Mas o que isso quer dizer? Para atrair um funcionário competente, uma companhia precisa oferecer uma boa proposta. 

E isso envolve uma série de fatores, como a remuneração adequada, possibilidade de crescimento profissional, um ambiente que valoriza o bem-estar e a oferta de benefícios para funcionários que realmente façam a diferença para eles. Neste último caso, de nada adianta dizer que você dará vale-transporte, por exemplo, para alguém que vai trabalhar em casa ou mora pertinho do escritório. Não será nada atrativo. Daí a importância de entender as necessidades de cada colaborador e apostar em benefícios flexíveis. Ou seja, em opções que permitem que ele mesmo escolha o que é mais interessante.

Tais práticas também valem para a retenção dos profissionais, somadas ao uso de técnicas de pesquisa para avaliar a satisfação, treinamentos para aprimorar e desenvolver novas habilidades, respeito ao colaborador e condições de trabalho apropriadas (sobretudo no modelo híbrido).

Foco na saúde
Como falamos aqui, o bem-estar das equipes é um dos desafios do RH do futuro. E o seu time precisa estar preparado para garantir um ambiente saudável. Já falamos e vamos repetir: dados são ouro! Por isso, analise indicadores que possam estar relacionados à saúde mental. Além disso, foque em programas de apoio, incentive o equilíbrio e aposte em benefícios que ajudam a promovê-lo, como vale-academia, vale-cultura e apoio em geral à saúde.


Concluindo

O RH do futuro ganhou uma posição central nas empresas - e é fundamental que o setor esteja preparado para os desafios que vêm com esse protagonismo. De modo geral, focar no bem-estar, explorar dados e aproveitar todas as vantagens da transformação digital é uma combinação de sucesso.

Lembre-se também que você pode contar com ferramentas valiosas, como treinamentos, softwares de gestão e benefícios para funcionários. Neste último caso, o RH que se preocupa com o futuro do trabalho pode - e deve - aproveitar o conhecimento das empresas do setor para desenhar as suas estratégias com mais segurança!

Bônus: estar bem informado também é fundamental. Então, que tal assinar a nossa newsletter agora mesmo?

Até a próxima!
 

Quero saber mais sobre as soluções Sodexo

thumbInscreva-se para receber novos conteúdos