Filtrar
Sodexo Club

Os pets são a alegria do home office!

01/10/20 10:59

Companheiros ao longo de todo o dia, cães e gatos tornam a rotina de home office muito mais leve

 

Pets no home office

Especial Sodexo Club Dia dos Animais.
Ofertas exclusivas para você nas lojas Cobasi, Petz e RoyalPets

Em 4 de outubro, comemoramos o Dia dos Animais. A data começou a ser celebrada em 1931 em Florença, na Itália, e acontece um dia após o aniversário de morte de São Francisco de Assis, o santo padroeiro dos animais e do meio-ambiente.

Há milhares de anos, nós, humanos, desenvolvemos uma relação de afeto com os animais, que se tornaram parte da família. E, agora, com a quarentena causada pela pandemia do novo coronavírus e o confinamento social, a presença deles é ainda mais importante em nossas vidas. Com a instituição do home office, muita gente se viu sozinha em casa, isolada em companhia apenas de seus animais de estimação.

A quarentena dos pets

O isolamento social pode não ter sido muito bom para cães e gatos e até ter causado algum impacto no comportamento. A revista Journal of Veterinary Behavior fez uma pesquisa no início da quarentena envolvendo 1.300 pessoas e descobriu que o tempo de passeio diário dos cachorros no isolamento é de apenas 30 minutos. Os felinos também sentiram as mudanças da nova rotina: apesar de não passearem com tanta frequência, a presença humana em casa o dia todo pode estressá-los.

E como ajudar seu pet a ficar bem no isolamento? Confira dicas sobre convívio de qualidade com os pets durante o home office:

  • Se você acordar um pouco mais cedo, poderá dedicar o começo do dia ao pet, com um passeio. De quebra, a caminhada também fará bastante diferença em sua saúde física. Use máscara e higienize suas mãos e as patas do seu cachorro ou gato ao chegar em casa;
     
  • Ao voltar do passeio, alimente seu pet, dê carinho, brinque e gaste a energia dele. Depois disso, a tendência é que ele passe o dia mais quietinho, descansando, enquanto você começa a trabalhar;
     
  • Sempre que fizer pausas para banheiro ou café, procure conversar com o pet, fazer carinho e estimulá-lo;
     
  • É interessante ainda que ele tenha um brinquedo interativo para passar o tempo. Dessa forma, ele não destruirá nada em sua casa;
     
  • Se puder, no fim do dia, leve-o novamente para passear ou brinque com ele por um período mais longo. Vai fazer bem para vocês dois.

Adoção de pets aumentou na quarentena, mas exige responsabilidade!

Cães, gatos e outros pets ganharam ainda mais importância para a saúde mental das pessoas durante o home office. Eles nos ajudam a reduzir o estresse, mudar o foco, lembrar a gente que de que a vida continua. Ao lado deles, nosso cérebro relaxa, as energias são recarregadas e a relação se estreita ainda mais.

Muita gente, inclusive, foi atrás de adoção responsável neste período de confinamento. A procura por adoção de pets registrou um aumento de 50%, segundo o Instituto Adote um Miau.

Mas é preciso lembrar que adoção de um pet é uma responsabilidade que se prolonga por muitos anos, envolve gasto financeiro, de tempo e energia. Se você pensa em adotar, pondere esses fatores antes de tomar sua decisão.

Veja mais

Como deixar o pet sozinho em casa?

Cachorros ou gatos: queremos todos!